Solenidade de 2015

por Assessoria de Comunicação publicado 18/09/2015 16h09, última modificação 18/09/2015 16h09
Homenageados da solenidade de 2015.

Ademir de Oliveira Ferreira

Doutor em Ciência do Solo, Ademir de Oliveira Ferreira viveu em Castro de 1983 até 2002, quando foi cursar Agronomia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa- UEPG, instituição em que concluiu seu mestrado. De 2010 a 2014 estudou na Universidade Federal de Santa Maria, para conquista do título de Doutor, tendo realizado parte dos estudos na Universidade do Kansas, nos Estados Unidos, onde defendeu sua tese. Em 2014 iniciou seu Pós-Doutorado, também pela UEPG, cuja especialidade é a dinâmica da matéria orgânica em sistemas de manejo do solo. Nasceu em 23 de maio de 1983, filho de Antonio Alves Ferreira e Vergilia de Oliveira Ferreira, e residiu em Castro, na colônia Terra Nova, até 2002. É casado com a professora e Doutora em Genética e Biologia Molecular, Cibelle Engels, e pai da Rebeca. Atua principalmente nos seguintes temas: plantio direto, nitrogênio, desenvolvimento radicular, compartimentos da matéria orgânica do solo e sequestro de carbono em sistemas agrícolas. É revisor de 10 periódicos científicos, entre eles: Pesquisa Agropecuária Brasileira, Revistas Ciência Agronômica, Científica Rural, Ceres, Jornal Transnacional das Ciências da Agricultura e do Solo, Jornal Americano da Agricultura Experimental.


Jayme Ferreira Bueno


Jayme Ferreira Bueno concluiu bacharelado e licenciatura em Letras pela Universidade Federal do Paraná nos anos de 1959 e 1960.  Formou-se Mestre em Teoria da Literatura pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná em 1979. Dois anos depois, em 1981, foi para Lisboa, Portugal, como bolsista da Fundação Calouste Gulbenkian, e como leitor da Biblioteca Nacional Portuguesa. Em 1983, conquistou o título de Doutor em Literatura, pela Universidade de São Paulo-USP. Atuou no Ministério da Educação de 1997 a 2003, sendo até 2001 o Presidente da Comissão de Especialistas de Curso de Letras. Nesta comissão produziu os trabalhos: Diretrizes do Curso de Letras aprovadas pelo Conselho Federal de Educação; Formulários para a Avaliação de Autorização e Reconhecimento de Cursos de Letras e Primeira Avaliação dos Cursos de Letras do Brasil. Neste período também organizou e participou de Congressos do Curso de Letras em Recife, Rio de Janeiro, Fortaleza e Brasília.Marcou presença em conferências em Madri, na Espanha, Buenos Aires, na Argentina, e na Ilha da Madeira, em Portugal. 


João Amadeus Pereira Alves


Graduado em Física pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, João Amadeus Pereira Alves, iniciou sua carreira profissional em colégios particular e estadual de nossa cidade.   Mudou-se para Bauru em 2002, para cursar o Mestrado em Educação para a Ciência pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho- UNESP, obtendo o título em 2005. Em 2006, passou a atuar na formação de futuros educadores de Física, como Professor de Ensino Superior da UEPG. Concomitantemente ingressou no Doutorado, também em Educação para a Ciência da UNESP, com investigação voltada à construção da identidade do professor e pesquisador, concluído em 2010. É co-autor , junto a professores da UNESP e da Universidade Federal de Sergipe (UFS), da coleção didática “Ciências para nosso Tempo”, que foi submetida e aprovada na avaliação do programa Nacional do Livro Didático do Ministério da Educação em 2013. A primeira edição alcançou 300 mil alunos e professores Brasil afora, especialmente de escolas públicas. João Amadeus nasceu no interior de Castro, no Distrito de Abapan, em 21 de junho de 1973, e aqui residiu até os seus 28 anos. Filho dos ex-agricultores Pedro Alves de Lima e Vitória Pereira de Lima, casou-se com a pedagoga Tatiane do Rocio da Silva Alves e é pai de Luiza Silva Alves.