Manutenção das atividades do Colégio Matilde Baer

por Assessoria de Comunicação publicado 13/04/2016 16h42, última modificação 13/04/2016 16h42
Vereadores aprovam cessão do uso do imóvel ao Estado do Paraná para que possa realizar melhorias no prédio em que instituição está instalada

                Os vereadores da Câmara Municipal de Castro aprovaram na tarde desta quarta-feira, dia 13, durante sessão ordinária, o projeto de lei n° 36/2016. A proposta passou por discussão única em plenário e autoriza o Executivo Municipal a proceder cessão de uso de imóvel do Município ao Governo do Estado do Paraná, mais precisamente à Secretaria Estadual de Educação, para a manutenção das atividades do Colégio Estadual Professora Matilde Baer.

                A Prefeitura explicou na justificativa da matéria que a “cessão de uso é imprescindível para que o Estado possa fazer a manutenção do prédio, ampliações e reformas para atender à demanda do número de alunos, buscando a melhor qualidade do ensino, inclusive quantos aos aspectos físicos da construção”.

                Em turno único de votação também recebeu voto favorável de todos os parlamentares o projeto de autoria do vereador Luiz Cezar Canha Ferreira (PSC), que nomina de Antônio Ribas Ortiz o posto de saúde localizado no Butiazal, e seis requerimentos. Através de duas destas proposições, Itari Cropolato (PDT) questiona o Executivo quanto ao estado de abandono em que se encontram o Ginásio de Esportes do Tronco e do Prédio da China, localizado no Bairro Canta Galo.

                Aline Sleutjes Roberto (PR), por sua vez, solicita informações quanto ao número de ambulâncias disponíveis no Município e quando será substituído o veículo que atende a comunidade do Abapan, e requisita estudos para implantação do Programa Farmácia Solidária. Antonio Sirlei Alves da Silva (DEM) e Paulo Cesar de Farias (PPS) são autores dos últimos requerimentos, em que pedem o abono de falta da sessão por motivo de saúde.

                Para passar por segunda discussão, constava na pauta apenas uma proposta de lei que regulamenta a carreira dos engenheiros e arquitetos servidores púbicos de Castro. Aprovada, a matéria segue para sanção do Prefeito Municipal.

                Já para primeiro turno de votação, estavam inclusos na ordem do dia quatro projetos de autoria do Executivo. Dois deles, criando o cargo de profissional de comunicação e ampliando o número de vagas de biólogo, e autorizando a abertura de crédito adicional especial de R$ 35 mil, não chegaram a ser apreciados devido pedido de vistas apresentado pela vereadora Aline Sleutjes. Os demais, que dispõe sobre o Fundo Municipal de Saneamento Básico, e alteram disposições da Lei que autoriza a doação de imóvel para a Empresa Grano Puro, Indústria e Comércio de Alimentos Ltda, receberam pareceres e todos os votos favoráveis e passam por segunda votação na próxima semana.

                Em plenário foram apresentadas três indicações dos vereadores Regiane Batista Severino (PRB), Itari Cropolato (PDT) e Joel Elias Fadel (PSDB), apontando a necessidade de drenagem de água pluvial no estacionamento da Praça Nossa Senhora do Rosário, instalação de ponto de ônibus no Jardim das Araucárias II e III, e a urgente recuperação da estrada da Barrinha localizada no interior.

                A próxima sessão será realizada na quarta-feira, dia 20 de abril, às 14 horas, na sede da Casa de Leis.