Senac de Castro busca apoio contra corte de verbas

por Thiago Terada publicado 28/03/2019 14h08, última modificação 28/03/2019 14h08
Gerente Executiva do Senac fez uso da tribuna para solicitar apoio dos vereadores e divulgou o trabalho realizado pela entidade

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Castro foi marcada pela presença da Gerente Executiva do Senac Castro, Ana Maria Trappel. Ela fez o uso da tribuna para solicitar o apoio dos vereadores contra os cortes de verbas que devem ser realizados pelo Governo Federal no Sistema S e para divulgar o trabalho que é realizado pela instituição no Município e no Estado.

“Precisamos do apoio dos senhores para mobilizarmos toda a sociedade e não deixarmos que esse corte seja tão profundo, a ponto de termos que reduzir as nossas ações. Se os cortes ocorrerem quem vai ser prejudicada é a população que se beneficia dos serviços”, diz. “Este ano já tivemos que fechar alguns cursos que estavam previstos para a cidade, por conta da ameaça desse corte”.

O Senac está presente em Castro há 30 anos e uma das atividades desenvolvidas é o Programa de Aprendizagem. “Hoje possuímos mais de 20 empresas parceiras que são atendidas pelo projeto. Onde os alunos ficam um pouco na empresa e um pouco no Senac. No Senac eles aprendem a teoria, na empresa eles aprendem a prática, recebem um salário e possuem a oportunidade do primeiro emprego. Temos mais de 100 alunos beneficiados pelo programa”, explica Ana Maria.

Além do uso da tribuna, também foi discutido na sessão a continuidade do Projeto Saudação à Bandeira. Realizada desde 2007, a atividade é um concurso literário, realizado nas escolas do Município, onde os estudantes escrevem redações sobre a bandeira nacional. As melhores são selecionados para serem lidas na última sessão ordinária de cada mês por um vereador. O projeto foi aprovado por unanimidade.

Também estavam na pauta os projetos 143 e 146 de 2018. O primeiro, que cria o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, não foi votado, pois a Comissão de Constituição e Justiça solicitou mais informações ao Poder Executivo. Já o segundo, que regulamenta a Comissão Municipal de Licitação e a Comissão de Pregão, também foi aprovado por unanimidade.

GALERIA DE FOTOS PAUTA DA SESSÃO ÁUDIO DA SESSÃO