Vereadores aprovam crédito para instalação de lâmpadas de LED

por Thiago Terada publicado 11/12/2019 15h35, última modificação 11/12/2019 15h35
Autorização prevê contratação de operação de crédito de até R$ 7 mi junto ao Banco do Brasil

A Câmara de Vereadores de Castro aprovou, durante a sessão ordinária de segunda-feira (9), a autorização para o Poder Executivo contratar operação de crédito de até R$ 7 mi. O valor será utilizado para a substituição das lâmpadas de vapores de mercúrio, de sódio, multivapores metálicos e fluorescentes, que estão instaladas nas ruas e avenidas do Município, por tecnologia de LED.

Entre os benefícios proporcionados pela nova iluminação, está a diminuição do consumo da energia elétrica. Segundo a proposta da Prefeitura Municipal, a economia seria de aproximadamente R$ 70 mil por mês e de R$ 6,6 mi em oito anos, o que pagaria o investimento realizado. Além disso, as lâmpadas possuem um baixo impacto ambiental e a vida útil é bastante superior, o que também geraria economia também na manutenção.

Em 2017, a Câmara já havia aprovado o Projeto de Lei 51/2017, de autoria do vereador Herculano da Silva (PSC), que previa a adequação da iluminação no Município e a instalação das lâmpadas de LED nos prédios e espaços públicos. A proposição foi sancionada como Lei Municipal 3373/2017. “Quero agradecer aos colegas por terem aprovado meu projeto que vai gerar uma economia muito grande”, agradeceu Herculano.

O vereador Rafael Rabbers (DEM) também comemorou a iniciativa do Poder Executivo. Segundo o parlamentar, ele vinha com frequência cobrando a adequação da iluminação. “Além de ser bom para o meio ambiente, é bom para os cofres públicos, pois reduz os gastos com energia elétrica e com manutenção”, destacou.

Demais projetos

Durante a sessão, os vereadores também aprovaram mais seis projetos de lei. Em segunda votação, foi aprovada a instituição do alvará fácil, que prevê a liberação de um alvará provisório para atividades de baixo risco, agilizando a abertura de empresas. “O Executivo dá um voto de confiança ao empresário, pois ele dá entrada no alvará e já pode abrir as portas quase que no outro dia e para que depois vá ajeitando a casa. A lei vem de encontro aos anseios da população e do empreendedor”, defendeu o vereador Gerson Sutil (PSB).

Também em segunda, os parlamentares votaram favoravelmente a isenção de taxas para entidades em festividades organizadas pelo Município, a abertura de crédito adicional de R$ 54 mil e a nomenclatura de Carlito Dobis para rua localizada no Jardim Novo Horizonte.

Já em primeira votação, aprovaram a criação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CMDPCD) e o Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (FMDPCD) e a abertura de crédito no valor de R$ 5 mil. Esses projetos, que foram votados pela primeira vez, precisam ser apreciados novamente durante a sessão de quarta (11).