Vereadores prestigiam visita do Governador a Castro

por Thiago Terada publicado 02/04/2019 16h18, última modificação 02/04/2019 16h18
Ratinho Junior assinou ordem de serviço para pavimentação de 9Km de estrada saindo da vila do Socavão

O Governador Carlos Massa Junior, o Ratinho Junior. cumpriu agenda no Município de Castro na tarde de sexta-feira (29). Em uma cerimônia realizada no Colégio Fabiana Pimentel, o chefe do executivo estadual assinou ordem de serviço para a pavimentação de nove quilômetros da estrada que liga o Distrito de Socavão e vai em sentido a localidade conhecida como Pinheirão.

O investimento é de R$ 12,2 milhões, sendo R$ 11,6 milhões do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, e o restante de contrapartida da prefeitura. Com a obra, cerca de oito mil pessoas serão beneficiadas, além da economia local, pois a estrada é de fundamental importância para as indústrias mineradoras e para a produção leiteira e agrícola da região.

"O distrito é maior que muitos municípios do Paraná. Milhares de pessoas moram aqui. A região é uma grande produtora de leite e de grãos e não tinha infraestrutura para atender a população", disse Ratinho Junior. “Esta obra, que era esperada há décadas, começa a ser realizada a partir da semana que vem”, concluiu.

Além do governador, também estiveram presentes no evento o Secretário Estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, a Deputada Federal Aline Sleutjes, os Deputados Estaduais Alexandre Curi e Mabel Canto, o Prefeito Municipal Moacyr Fadel, secretários municipais e os vereadores Fátima Castro (MDB), Rafael Rabbers (DEM), Gerson Sutil (PSB), Joel Fadel (PSDB), Neto Fadel (PTB), Dirceu Ribeiro (DC) e Zé Nocera (MDB).

A vereadora Fátima de Castro, moradora do Socavão, comemorou a realização da obra. “O asfalto significa desenvolvimento, segurança, otimização do tempo, acesso aos serviços. Lembro-me como foi triste quando eu queria fazer faculdade na UEPG e não conseguia chegar na cidade em tempo de pegar algum transporte para o campus. Foram três anos de muita luta e sofrimento pra me formar, chegando em casa na melhor das hipóteses às duas da manhã. Para nós moradores é a realização de um sonho”.